Discórdias

Discórdias

Oscar Quiroga

14 de julho de 2013 | 23h12

 

Das 23h12 de domingo 14-7-13 até 0h19 de terça-feira 16-7-13, a Lua de Libra completa sua fase quarto crescente em oposição a Urano, quadratura com Mercúrio e sextil com Vênus.

É dia da discordância, pois todas as vozes se erguem com os argumentos definitivos, querendo prevalecer sobre as outras. O que resulta disso? Discordância!

Na melhor das hipóteses, ninguém sairá ganhando das discordâncias, o que promoverá um movimento criativo, uma tentativa de superar tão árida condição com a criação de novos argumentos, que não contemplem nenhum em particular, que tentem sintetizar todos…

Algo bem difícil, porém, não menos difícil seria estacionar nas discordâncias e nessas permanecer para sempre. Ninguém merece!

Não, do ponto de vista ideal, ninguém merece suportar tamanha discordância!

Porém, do ponto de vista realista, tendo em vista que as discordâncias acontecem porque nossa humanidade as produz, afinal parece que nossa humanidade as merece, parecendo que as aprecia, que se refestela nas discordâncias convencida de que faz o certo.

O certo faria se das discordâncias emergisse a onda criativa mediante a qual não haveria nem vencedores nem vencidos, apenas gente interessada em sair do lugar e progredir.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.