Disciplina e liberdade

Disciplina e liberdade

Oscar Quiroga

08 de outubro de 2013 | 09h23

 

Às 9h23 de terça-feira 8-10-13 a Lua que cresce ingressou em Sagitário e está em conjunção com Vênus, quadratura com Netuno, trígono com Urano e Marte até 7h12 de quinta-feira 10-10-13, horário de Brasília. No mesmo período, Mercúrio e Saturno em conjunção, Vênus e Netuno em quadratura.

Tu precisas da disciplina, não lutes contra essa te convencendo de que em nome de tua liberdade essencial deverias renegar o que o mundo adulto quis te transmitir quando estavas em plena formação, esse mundo adulto, por razões óbvias, tentou inculcar em ti a disciplina para te preparar ao ingresso na vida adulta.

E agora Tu queres liberdade? Pois então precisas da disciplina!

E se por ventura a disciplina te parece severa demais para combinar com a liberdade, então hás de saber que tua mente anda retorcendo argumentos para se abster de fazer o necessário em nome dessa liberdade com que sonhas, mas que pouco praticas, já que renegas a disciplina.

A liberdade que buscas não radica em quebrar as regras e te tornares uma entidade de destino incerto, vago e impreciso, apenas aberta a o que der e vier. Apesar de haver algo difusamente virtuoso nessa tua atitude de entrega, ainda assim não te servirá ao propósito, porque te faltará a disciplina.

Em nome da liberdade que apregoas e anseias, te liberta então em primeiro lugar do equívoco que é associar a disciplina ao sofrimento; cordas e chicotes com que frades e monges se autoflagelavam foram chamadas de disciplina, porém, esse é um equívoco, Tu não precisas te agarrar mais a esse.

Disciplina é conhecimento, conhecimento é percepção, percepção é clareza, clareza é discernimento, discernimento é liberdade de decidir.

Tu precisas da disciplina, não a renegues, sem essa perderias os necessários princípios sobre os quais construir tua obra, os frutos de tua existência.

Tu precisas da disciplina para te tornares uma pessoa melhor, para tua alma ser merecedora da liberdade e do amor que procura.

Tu precisas da disciplina para não te envolveres em conversas fúteis que disseminam males; tu precisas da disciplina para não inverteres a escala de valores e te dedicares mais ao que é sem importância, deixando de lado o que seria verdadeiramente valioso fazer; tu precisas de disciplina para estudares, pois o conhecimento te permitirá perceber panoramas mais amplos desse mistério que chamas de vida; tu precisas de disciplina para que teu corpo se mantenha em bom funcionamento, tornando-se um veículo sempre bem disposto para a alma o utilizar na obra que adquire sentido quando compreendida fazendo parte de conjuntos maiores e mais sofisticados de experiência.

Tu precisas da disciplina, evita brigar contra o que te faz bem e promove tua felicidade.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.