Dia da Mãe Cósmica

Dia da Mãe Cósmica

Oscar Quiroga

13 de maio de 2012 | 08h43

Às 8h43 de domingo 13-5-12 a Lua quarto minguante ingressou em Peixes e está em conjunção com Netuno e oposição a Marte até 0h48 de segunda-feira 14-5-12, horário de Brasília.

No mesmo período, Sol e Júpiter em conjunção; Mercúrio e Marte em trígono.

Um Dia das Mães intenso! Seria intenso mesmo sem ser Dia das Mães, mas considerando que é obrigatório agradar de todas as formas possíveis àquela em cujo ventre nos desenvolvemos e obtivemos a oportunidade de estar aqui, nos expressando e participando ativamente da vida, a intensidade se torna redobrada.

Elevemos então a veneração até a Mãe Cósmica, que no cristianismo adotou o nome de Espírito Santo, a energia de ação sem a qual o Universo não se manifestaria, a despeito de ter todas as sementes e capacidades.

Nossas mães físicas podem eventualmente nos dar nos nervos, ou por superproteção, ou por falta de proteção, ou porque nos mimaram, ou porque não nos mimaram quando o desejávamos, afinal, essas mães são mulheres, são humanos sujeitos às falhas e imperfeições que todos compartilhamos.

Porém, há algo mais na função de Mãe, que incorpora essa atividade cósmica sem a qual nada seria possível manifestar.

Por isso, venere sua mãe, agrade ela de todos os jeitos possíveis e, independente de, talvez, sua mãe já ter falecido, que isso não seja impedimento à veneração, pois a Mãe Cósmica é eterna e múltipla, é a mesma força que se manifesta através de cada uma e de todas as mães físicas, independente de elas existirem ainda entre o céu e a terra ou terem passado ao além.

A Mãe Cósmica, o Espírito Santo, a Energia Suprema do Universo, é tudo o que você sempre desejou, é a luminosidade que exalta a consciência nos arroubos místicos, é a Vencedora dos desejos sinistros, é a Sagrada Energia da Ação, é a Divindade que outorga toda prosperidade, é a Ela que os malvados temem e os justos adoram, pois é o Terror dos desígnios iníquos; é Ela a moradora interna no coração de quem medita, palpitando em divino êxtase; é Dela o olhar que desintegra os desejos perversos; a Ela devemos veneração e com o coração purificado mediante sua visão sempre obteremos vitória nos empreendimentos justos.

Próximo boletim será publicado às 0h48 de 14/5/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.