Despertando

Despertando

Oscar Quiroga

16 de julho de 2013 | 20h10

 

Das 20h10 de terça-feira 16-7-13 até 8h14 de quinta-feira 18-7-13, horário de Brasília, a Lua que cresce em Escorpião está em trígono com Mercúrio, quadratura com Vênus e trígono com Sol. No mesmo período, Urano começa retrogradação, Júpiter em trígono com Saturno e Netuno.

Agora você desperta de uma letargia que durou tanto tempo que se consolidou em sua mente, se arraigou no coração, se transformou numa resignação que, por trás dos bastidores, domina a cena, mesmo não sendo a verdadeira protagonista da peça.

Agora você desperta e verifica que a vida que você construiu, a vida que você inventou para si se transformou numa linda prisão que lhe custa recursos importantes diariamente para ser sustentada e preservada. Porém, você não vê mais graça nessa vida.

A perda da graça é dura, provoca reconhecimentos muito profundos, porém, há algo de divino nesse reconhecimento, pois indica que sua alma ainda sabe diferenciar a graça daquilo que está longe dessa.

Talvez você não possa se livrar dessa prisão de imediato, talvez nem seja eficiente tomar uma atitude dessas.

Contudo, o reconhecimento coloca em marcha um processo duradouro e inexorável, você começa neste momento a mudar sua vida e, mudando sua vida particular, você se agrega ao movimento de mudanças mundiais.

Todos os seres humanos estão fartos do que eles mesmos inventaram e sustentaram.

O mundo é uma projeção da criatividade humana.

Agora que a humanidade se fartou desse mundo, inexoravelmente o destruirá para erguer sobre as cinzas um novo e, todos desejamos, melhor mundo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.