Consequências definitivas

Consequências definitivas

Oscar Quiroga

10 Julho 2012 | 07h59

Das 7h59 de terça-feira 10-7-12 até 6h24 de quarta-feira 11-7-12, horário de Brasília, a Lua que transita por Áries completa sua fase quarto minguante em oposição a Saturno.

Neste período é propício tomar atitudes cujas consequências sejam definitivas, quem desejar dar fim ou início a algo que se torne sólido e duradouro, pode contar com o substrato cósmico para amparar suas decisões.

O que é melhor? Esperar que o destino, com seus inerentes e enigmáticos mecanismos, dê o primeiro passo? Ou talvez seria mais digno assumir a dianteira e cada alma fazer seu próprio destino?

Essas perguntas ressoam continua e profundamente na alma humana, é o “Ser ou não Ser” do Hamlet de Shakespeare, um personagem que é o nosso próprio em todos os momentos em que temos o dilema de reconhecer se haveria alguma dignidade em enfrentar os acontecimentos duros ou simplesmente se abandonar a esses, dado que haveria uma força maior em andamento, uma que seria melhor respeitar.

Há força maior em andamento, mas somos parte integrante dessa força, e quando tomamos iniciativas nos transformamos em janelas através das quais os enigmáticos mecanismos do destino podem se manifestar.

É mais digno enfrentar a montanha e conquistar seu cume, apesar de todas as penúrias? Ou melhor se deitar a descansar no sopé da montanha?

Não há uma resposta pronta para isso, cada alma terá de atravessar por esse dilema que dilacera a mente e o coração, não há como se abster desse, principalmente perante situações que requeiram posturas e resultados definitivos.

Agora é um desses momentos, escolha você a maneira de relacionar-se com o seu em particular e faça, com isso, parte de uma longa cadeia de consciências que abrem janelas para o Algo Maior se manifestar aqui na Terra.

Próximo boletim será publicado às 6h24 de 11/7/12