Confissões

Confissões

Oscar Quiroga

29 de agosto de 2012 | 15h44

Das 15h44 de quarta-feira 29-8-12 até 14h49 de quinta-feira 30-8-12, horário de Brasília, a Lua que cresce em Aquário está em trígono com Saturno e oposição a Mercúrio. No mesmo período, Sol e Plutão estão em trígono.

O sociólogo francês Alain Ehrenberg bem disse que a Era pós-moderna começou numa quarta-feira à noite, num outono da década de 1980, quando num talk-show uma mulher chamada Vivienne, na presença de seis milhões de telespectadores declarou nunca ter experimentado um orgasmo durante seu casamento com Michel, devido à ejaculação precoce dele. Nesse momento, os meios de comunicação passaram a servir como uma espécie de confessionário para que o que até então era privado se tornasse público.

Este conceito acadêmico só veio a confirmar a determinada tendência do que já era prática consagrada, falar qualquer coisa a qualquer momento; os avanços tecnológicos só aumentaram a ressonância desse ato e a privacidade foi para o espaço; francamente me admira, às vezes, testemunhar discussões a esse respeito na Internet, pois o que se confirma através das atitudes é que não se deseja privacidade, o que se deseja é exposição.

Faço estas constatações sem tom de crítica, as observo e registro e especulo a direção que isso imprime à civilização humana.

Enfim, toda essa introdução foi para situar você a respeito deste momento, no qual as normais confissões que poderiam ser presumidas como inofensivas podem facilmente adquirir um tom mais ofensivo, pois a gente nunca sabe quando uma palavra saída de nossa boca será ouvida de tal ou qual maneira, radicalmente diferente da intenção original.

A recomendação é que você fale o que for estritamente necessário e com a firme intenção de criar um movimento favorável em assuntos de interesse verdadeiramente público, ao passo de se abster de expor acontecimentos privados.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: