Conceitos

Conceitos

Oscar Quiroga

08 de julho de 2014 | 22h24

 

Às 22h24 de terça-feira 8-7-14 a Lua que cresce ingressou em Sagitário e está em quadratura com Netuno, trígono com Urano, oposição a Vênus, sextil com Marte e oposição a Mercúrio até 21h19 de quinta-feira 10-7-14, horário de Brasília.

Isso que chamas de realidade é um conceito e vale o quanto acreditares, vale quanta fé depositares nesse conceito que te servirá para emoldurar um fragmento do infinito e o chamares de realidade.

Alguns conceitos são teus apenas, outros são compartilhados e pelo consenso silencioso adotam o ar de que não devem ser questionados.

Como tudo no Universo está sujeito à lei dos ciclos, os conceitos vão mudando, se transformando em outros, na melhor das hipóteses contribuindo para ampliar a percepção do infinito, na pior das hipóteses resistindo mais do que deviam a ser transformados e, por isso, tornam-se caducos e seguram a evolução possível e disponível.

O processo de mudança dos conceitos começa na intimidade, como uma coceira mental que te faz questionar o que é dado por sabido e, se te atreveres a ir além do mero questionamento e experimentares algo diferente, grandes serão as chances de te converteres num agente de mudança, pois permitirás que o espírito do tempo se manifeste através de tua presença.

Se isso te parece digno e te entusiasma, então te prepara para tua presença ser apedrejada moralmente pelos recalcitrantes de plantão, sempre à mão, sempre próximos e vigilantes, pois qualquer sinal de mudança significa, para eles e elas, o perigo de perder o chão.

Contudo, a mutação é inexorável, nossa humanidade é uma mente capaz de enxergar além do horizonte, além daquilo que emoldura o infinito e que com toda firmeza chama de realidade, desprezando tudo o que não se encaixar nessa moldura.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: