Como é que ninguém pensou nisso antes?

Como é que ninguém pensou nisso antes?

Oscar Quiroga

18 de maio de 2013 | 06h34

Às 6h34 de sábado 18-5-13 a Lua quarto crescente ingressou em Virgem e está em oposição a Netuno, quadratura com Mercúrio, trígono com Plutão e quadratura com Vênus até 5h06 de domingo 19-5-13, horário de Brasília.

Enquanto houver interesse continuará fluindo vitalidade e, por isso, você deve celebrar que sua consciência se sente motivada neste momento e percebe situações que lhe interessam, que a fazem imaginar negócios que poderiam dar muito certo, daqueles do tipo “como é que ninguém pensou nisso antes?”.

Provavelmente muita gente pensou nisso antes, você é um elo a mais numa longa corrente de pensamentos a respeito de algo que poderia não apenas ser interessante, mas também melhorar a vida de muita gente.

O problema consiste em ir além do pensar e se atrever a realizar.

É aqui que começa a doer, em parte pelas frustrações acumuladas no passado, outra parte pela falta de recursos, ou mesmo quando os recursos estão disponíveis a dor sobrevém como resultado do medo de errar novamente.

Enfim, tudo pareceria convergir na situação de ser mais prudente esperar para ver, porém, a espera não faz de seus olhos um instrumento de percepção mais claro, pelo contrário, a coisa vai se complicando mais, porque você fica com o desejo de fazer dar certo algo que seja produto de suas mãos, com a alma frustrada por não ter se atrevido o suficiente.

Talvez a solução para esse impasse consista em se abster, por enquanto, de tentar fazer dar certo algo grandioso e se ater a pequenos, porém, eficientes movimentos.

Talvez isso não se aplique a um negócio, mas se, por exemplo, você se dedicar a tentar fazer dar certo uma receita e compartilhar o resultado com pessoas próximas, perceberá que a vitalidade que circulará será renovadora e todo mundo se revitalizará, o que já estaria de muito bom tamanho, dadas as circunstâncias atuais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.