Bobagens intermináveis

Bobagens intermináveis

Oscar Quiroga

07 de fevereiro de 2014 | 16h44

 

Às 16h44 de sexta-feira 7-2-14 a Lua QUARTO CRESCENTE ingressou em Gêmeos e está em quadratura com Mercúrio e Netuno, sextil com Urano até 11h56 de sábado 8-2-14, horário de verão de Brasília.

Quantas bobagens pode um ser humano dizer sem saber que está dizendo bobagens?

Cada um de nós pode passar a vida dizendo bobagens com aquele ar de sabe-tudo, de quem já possui a última palavra sobre o Universo. Entre o disparate e a sabedoria há apenas um detalhe que Tu só conseguirás descobrir com teu próprio esforço, e para isso, em primeiro lugar terás de constatar que dizes bobagens, que te escondes por trás de justificativas tolas para explicar o inexplicável, tentando ganhar tempo.

Ganhar tempo para que? Para continuar dizendo bobagens até chegar o momento de te convenceres de que não são bobagens, mas sabedoria. Te disse, entre o disparate e a sabedoria há apenas um pequeno detalhe capaz de diferenciá-las de forma absoluta, mas esse terás de descobrir com teu próprio esforço.

O Universo até que te dará todas as deixas, pois parece incentivar que todos nós, humanos, reconheçamos o caminho que nos conduz para cima dessa bobageira toda.

Porém, esse caminho requer teu esforço, pois a inércia dos comportamentos sociais te conduz a te acomodares nas bobagens e fazer dessas teu refúgio confortável, o lugar onde, inclusive, poderias prosperar e ser bem amado pelos teus semelhantes.

Só perceberás isso quando te cansares das bobagens, te cansares de emprestares teus ouvidos e tua consciência a uma longa conversação sobre absolutamente nada, que nem sequer te dá a possibilidade de rir, pois é ridícula, porque é levada muito a sério. Só conseguirás rir disso quando tiveres te desvinculado e percebido as bobagens.

Quantas bobagens deixas que tua mente pense? Incontáveis! O mundo é como a mente de qualquer pessoa comum, um grande palco onde a poesia é pequena e a bobagem imensa.

Aprende a rir das bobagens, das tuas próprias em primeiro lugar, e quando fores rir das alheias toma cuidado para não zombar de ninguém, pois em nada és superior a essas pessoas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.