Aprimore seu trabalho

Oscar Quiroga

20 de março de 2012 | 11h25

Das 11h25 de terça-feira 20-3-12 até 5h40 de quarta-feira 21-3-12, horário de Brasília, a Lua que míngua em Peixes está em sextil com Plutão, Júpiter e Vênus.

Confie em seu taco e se aprimore cada vez mais no trabalho que desempenha atualmente, independente de você gostar ou não dele. Se você o desempenha com absoluta perfeição, certamente se livrará desse e se aproximará de outro, que for mais do seu agrado. E se por acaso você gostar do trabalho que desempenha, quanto maior então seria a razão para você se aprimorar!

O mundo anda produzindo notícias perturbadoras para fazer você sentir apreensão enquanto ao seu futuro material, mas você deve desconfiar sumariamente dessas notícias e dessa onda apocalíptica. Enquanto isso, passe a confiar cada vez mais na sua força de trabalho, pois essa é independente do estado material do mundo.

Seu bem-estar é possível ainda que o primeiro mundo caia por terra e passe a ser de quinta categoria!

Então, aproveite este período para não apenas imaginar como aprimorar seu trabalho, mas também para arregaçar as mangas e fazer tudo direito.

E não faça isso apenas no âmbito profissional, execute com perfeição as tarefas domésticas também, pois ainda que pareçam inferiores, como acondicionar o lixo, se você o fizer com perfeição irradiará benéficas influências aos garis, suas famílias e uma imensa cadeia de acontecimentos que você continuará desconhecendo, mas que existe e é real.

Se cada pessoa no mundo fizesse a sua parte com absoluta perfeição, não haveriam tantas queixas circulando, pois tudo fluiria com harmonia, as ruas estariam limpas, sobraria tempo para o lazer, enfim, seria uma beleza!

Essa beleza pode começar agora mesmo, através de sua presença que, somada a todas as outras do planeta, criarão o resultado harmonioso com que todos sonhamos.

Esse resultado certamente não será imediato, mas se ninguém der o chute inicial então nunca será possível tampouco.

Próximo boletim será publicado às 5h40 de 21/3/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.