Animus disputandum

Animus disputandum

Oscar Quiroga

30 Setembro 2013 | 02h11

 

Das 2h11 de segunda-feira 30-9-13 até 1h49 de terça-feira 1-10-13, horário de Brasília, a Lua que míngua em Leão está em conjunção com Marte e quadratura com Vênus.

E se por ventura alguém quiser brigar com você, ou também você estiver com esse ânimo discordante que produz discussões e ulteriores e automáticas brigas, antes de lançar-se a esse exercício como uma cobra se lançaria sobre a presa indefesa, melhor passar em revista os motivos, pois você não é uma serpente, você é um ser humano.

Ser humano que se preze é capaz de refletir antecipando-se aos resultados. Você quer merecer o nome de ser humano?

Afinal, aquilo que achamos ser uma guerra entre o bem e o mal se sintetiza melhor entre a guerra subjetiva que todos travamos de forma constante entre a elevação e a brutalidade, entre o conhecimento do Divino e a sua ignorância.

Partir para a ignorância é fácil, difícil é consertar as consequências dessa atitude, que no momento de acontecer se investe de todas as razões, como se delas precisasse. Não precisa, é mera brutalidade!

Mau humor, irritação, enfado, nada disso precisa de justificativas, mas você vai buscá-las e se não as encontrar você as inventará, tudo para que na foto pareça que você tinha direito de se lançar à briga como uma serpente se lançaria sobre uma presa indefesa.

Acontece que o que em outros momentos seria mais um dos tantos atos desproporcionais de nossa humanidade, passando despercebido no meio de tanta brutalidade, dessa vez as coisas poderiam sair do controle facilmente. Você não vai querer passar por isso.