A última palavra

A última palavra

Oscar Quiroga

21 de maio de 2012 | 02h22

21-5-12 – segunda-feira – Das 2h22 até 18h17, horário de Brasília, a Lua Nova de Gêmeos está em quadratura com Marte.

Quem quer ter a última palavra numa discussão? Toda as partes que discutem!

Como vai se solucionar, então, este impasse? Na maior brincadeira possível, se as pessoas estiverem dispostas a enxergar o ridículo que desempenham; ou também se solucionará com violência, se a soberba das pessoas que discutem não permitir enxergar que não há solução para esse impasse.

A última palavra, a razão suprema, o argumento final, a atitude que tenha tanto impacto que deixe boquiabertas de assombro as outras pessoas, sem lhes deixar alternativa a não ser prestar homenagem e veneração àquele que brande a última palavra; esse objetivo não tem nobreza alguma, é produto de soberba.

A última palavra é do Tempo, pois um dia todos morremos e nossas bocas se silenciam.

Por isso, a verdadeira solução para o impasse é todas as partes que discutem entenderem definitivamente que é impossível uma pessoa ter a última palavra, e que se por ventura a conquistar, será uma questão de Tempo para perdê-la, já que virão outras pessoas com a mesma pretensão de ter essa última palavra.

Este é um período em que esta mania humana se torna mais acirrada.

Próximo boletim será publicado às 18h17 de 21/5/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.