A serventia do caos

Oscar Quiroga

22 de novembro de 2011 | 23h59

Às 23h59 de terça-feira 22-11-11 a Lua que míngua ingressou em Escorpião e permanece em oposição a Júpiter e sextil com Marte e Plutão até 12h07 de quarta-feira 23-11-11, horário de verão de Brasília. No mesmo período, Sol e Urano estão em trígono, Marte e Plutão também.

Agora ressurge o caos que estava adormecido, aquele que nunca foi solucionado.

Esse renascimento do temido caos responde a duas vertentes; a primeira consiste no processo mundial de transformação que detonou as bases do antigo mundo e ainda não construiu uma base sólida onde apoiar desejos, pensamentos e empreendimentos. A segunda vertente consiste em a mente humana precisar de exercício para se tornar mais lúcida e, assim, ser capaz de administrar a realidade com mais competência.

Por isso, não lute contra o caos, veja nele um aliado que servirá para você aprimorar seu desempenho.

Porém, não se abstenha de tomar decisões severas e duras se a oportunidade se apresentar. Este não é um momento que acolha displicência ou negligência, pelo contrário, exige respostas duras e firmes das pessoas bem intencionadas.

As almas de boa vontade não devem ser mansas e aceitar os abusos que o mundo perpetra. Nada disso! São justamente as almas de boa vontade as que devem responder com mais firmeza do que as outras para que o mundo compreenda que nenhum abuso será tolerado.

Não tolere abusos e, não será demais dizer também, não cometa o erro de ser sua alma a que perpetre os abusos.

Próximo boletim será publicado às 12h07 de 23/11/11

Tudo o que sabemos sobre:

Lua em EscorpiãoLua míngua

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: