A “Egonáutica”

Oscar Quiroga

14 de dezembro de 2011 | 02h53

Das 2h53 de quarta-feira 14-12-11 até 14h06 de quinta-feira 15-12-11, horário de verão de Brasília, a Lua que míngua em Leão está em trígono com Sol.

Nenhum ser humano é uma ilha isolada no imenso oceano da espécie, todos somos interdependentes, numa medida que é difícil aceitar, já que sonhamos com independência absoluta, com não ter de pedir nada a ninguém.

Porém, somos interdependentes entre nós, da mesma espécie, interdependentes com as demais espécies e reinos da natureza também. Só quem compreende e aceita esse grau de interdependência consegue visualizar sua posição relativa no Universo e cumprir o papel que lhe cabe.

Os outros, imensa maioria, são “Egonautas”, navegam incessantemente numa bolha existencial delimitada pela palavra Eu, que em si mesma é de grande valor, desde que não pretenda se tornar maior do que a realidade. Como a parte poderia ser maior do que o Todo? Não poderia! Porém, mesmo assim é o que se vê acontecendo por aí.

Enquanto a “Egonáutica” não deixar de ser o esporte favorito de nossa espécie, continuaremos penando para assumir a posição necessária do momento atual, facilitando a reinvenção da civilização e com isso receber todas as graças disponíveis, que nem percebemos porque só temos olhos para nós mesmos.

Agora é um desses momentos em que é possível contemplar a medida dos absurdos praticados na forma de suposta normalidade, mas que são verdadeiras “forçadas de barra”, produto da tentativa de substituir a realidade pelo artifício de “Eu sou a parte mais importante de Vida e o mundo deve me servir”.

Próximo boletim será publicado às 14h06 de 15/12/11

Tudo o que sabemos sobre:

Lua em LeãoLua míngua

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.