2011 não deixa saudades

Oscar Quiroga

31 de dezembro de 2011 | 07h49

Às 7h49 de sábado 31-12-11 a Lua ingressou em Áries e estará em conjunção com Urano e quadratura com Plutão até 22h25, horário de verão de Brasília.

O ano 2011 não deixará saudades, seu tempo foi marcado pela insanidade praticada sem pudor nem culpa, deu a impressão de que as pessoas em geral tinham desistido de continuar a acirrada luta interior mediante a qual se decide se os princípios espirituais ou o desleixo materialista regeriam a realidade.

O embotamento generalizado promoveu que crimes hediondos fossem cometidos diariamente, inclusive por aqueles cujas funções serviriam para coibi-los, sem que isso merecesse sequer o esboço de reação dos que se tornaram vítimas dos abusos.

Certamente devemos celebrar que 2011 termine e rezar para que sua inércia não avance sobre 2012, contaminando sua estrutura.

Para isso não acontecer todos os humanos precisamos acelerar a metamorfose interior, renovando o compromisso de não desistir da guerra mortal que se trava em nossa subjetividade, aquela mediante a qual se decide se os princípios espirituais ou o desleixo materialista regerá a realidade.

Desafortunadamente, pouca gente vai prestar a devida atenção a essas questões fundamentais nesta época, a grande maioria se entregará aos excessos.

Porém, com um planeta excessivamente povoado como o nosso, um enorme número de pessoas cometendo e se entregando a excessos é um barril de pólvora pronto para explodir.

Assim são as coisas, não espere paz e sossego neste Réveillon, pois se houver SINCRONIA entre céu e terra, por aqui estamos fritos!

Ao primeiro sinal de desgaste e ao primeiro sinal de perigo que sua alma intuitivamente informar a você, faça um bem para si e para seus queridos, retire-se do ambiente e busque isolar-se, já que embrenhar-se nas multidões não será uma forma sábia de se proteger.

Próximo boletim será publicado às 22h25 de 31/12/11

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.