Série de Charlie Sheen tem queda significativa na 2ª semana

Estadão

08 Julho 2012 | 18h09

Charlie Sheen in Anger Management

Foto: Reprodução

Pois é. Parece que o grande momento de Charlie Sheen durou apenas uma semana. Como já se imaginava, Anger Management caiu 35% desde sua estreia nos EUA, no dia 28 de junho. O terceiro episódio exibido na última quinta-feira (os dois primeiros foram ao ar no lançamento) registrou 3.4 milhões de espectadores (1.7 milhão do público adulto).

A estreia de Anger Management representou um sucesso para o canal americano FX, chegando à marca inédita de 5.5 milhões de espectadores – até então, nenhum show da emissora havia conquistado tamanha audiência em uma estreia. É claro que grande parte desse resultado deveu-se à curiosidade do público em ver como Charlie Sheen se sairia em seu novo show, após meses de polêmicas e troca de farpas com a produção de Two and a Half Men. Agora com Anger Management no ar, tanto Sheen como o FX terão o desafio de manter (e porque não aumentar) a audiência. Terão muito trabalho, já que ainda falta entrosamento entre o elenco (mas acredito que a química entre os personagens de Sheen e Selma Blair pode ganhar espaço no show).

Apesar da queda de audiência na segunda semana, o projeto ainda representa uma importante aposta para o FX – representantes do canal já haviam anunciado que se Anger Management mantiver um bom número de espectadores até o 10º capítulo, a série ganharia automaticamente mais 90 (!) episódios, ou seja, no mínimo mais 4 temporadas. A confiança é enorme. Ah, e não vamos nos esquecer de que o primeiro ano já foi vendido para vários países da Europa, Ásia e América Latina (incluindo o Brasil, claro).

Veja um trecho do 1º episódio de Anger Management (sem legenda):