Quem foi o maior injustiçado na edição 2011 do Emmy?

Estadão

19 de setembro de 2011 | 13h15

 

‘Só ser indicado já foi um prêmio pra mim’ é discurso recorrente na boca de boa parte dos concorrentes. Mas será mesmo? A 63ª edição do Emmy deste domingo 18 deixou muitos premiados felizes, claro, mas muita gente para trás também.

Numa noite em que muitos vencedores eram apontados como azarões, será que o prêmio foi justo? Steve Carrell encerrou sua participação em “The Office” e após seis indicaçãoes consecutivas saiu de mãos abanando. Seria sua última oportunidade de ser premiado pela série que o consagrou.

Mas muitos outros nomes ficaram de fora também, como a própria apresentadora do evento, Jane Lynch, por “Glee”, Laura Linney, por “The Big C”, e todo o elenco de “Boardwalk Empire” e “Mad Men”. A primeira teve que se contentar com o prêmio de direção para Martin Scorsese.

Queremos saber: para você, quem foi o maior insjutiçado nesta edição do Emmy? Responda em nossa enquete no Facebook.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: