Rolando Boldrin mostra a essência da música brasileira no programa ‘Sr. Brasil’

Rolando Boldrin mostra a essência da música brasileira no programa ‘Sr. Brasil’

Eliana Souza

16 Março 2018 | 11h30

Rolando Boldrin comanda o programa 'Sr. Brasil', da TV Cultura (foto: Pierre Yves Refalo)

Rolando Boldrin comanda o programa ‘Sr. Brasil’, da TV Cultura (foto: Pierre Yves Refalo)

Ele tem o dom de encantar plateias com sua forma natural de contar causos ou cantar as raízes sertanejas que tanto ama, também é ator e apresentador. Ele está à frente do programa Sr. Brasil, da TV Cultura, há 13 anos, que retorna no próximo domingo, 18, às 10h, para uma nova temporada. Sim, o senhor bonitão de olhos azuis e muitas palavras é Rolando Boldrin, que explica que o seu programa surgiu, na verdade, em 1981, na Globo, intitulado Som Brasil. “A ideia continua a mesma, que é trazer artistas para mostrar a mais pura essência dos ritmos brasileiros, e nada que não seja brasileiro entra no programa”, enfatiza Boldrin, que faz questão de dizer que a escolha dos artistas convidados é feita por ele.

“A gente faz sempre um mapeamento nacional, ou seja, colocamos música de vários pontos do Brasil. E tudo é feito por mim, pois se trata de um projeto meu muito antigo, no qual eu quis mostrar para o público brasileiro que nossa música não é só o samba, que existe muitos outros ritmos brasileiros, menos difundidos, mas que muito bons e contagiantes também, como é caso da música consagrada por Luiz Gonzaga”, diz Boldrin.

O apresentador enfatiza ainda o fato de conseguir mostrar o verdadeiro cantador brasileiro. “Só tem esse programa com essa proposta de exibir a música brasileira de verdade, nada de modismos. No meu programa, não tem só a música brasileira, tem o verso, a prosa, a poesia”, conta. É o que se pode conferir em seus programas dominicais, quando o velho Boldrin surge declamando ou contando causos. “Quem teria coragem de abrir um programa interpretando um poema caipira?”, questiona Boldrin.

Os primeiros convidados do Sr. Brasil são os cantores Claudette Soares e Túlio Borges.

 

NA TELINHA

Ingrid Guimarães está em fase de gravação da série documental Viva, Viver do Riso, que abordará o humor no Brasil. Para isso, ela tem conversado com atores e atrizes ligados ao gênero. Entre os entrevistados, que são de várias gerações, nomes como Orlando Drummond, Renato Aragão, Rodrigo Santana e Bruno Mazzeo. A atração deve estrear no segundo semestre.

 

 

Mais conteúdo sobre:

Rolando BoldrinTV Cultura