Festival Nacional de Teatro Infantil de Feira de Santana ganha formato virtual

Festival Nacional de Teatro Infantil de Feira de Santana ganha formato virtual

Até sábado, 19, o público poderá conferir inúmeras atrações; as apresentações serão no canal do YouTube da companhia Cuca de Teatro

Eliana Silva de Souza

15 de dezembro de 2020 | 14h20

Em formato virtual, o Festival Nacional de Teatro infantil de Feira de Santana (Fenatifs) chega a sua 13ª edição oferecendo programação com espetáculos de várias regiões do País. Até sábado, 19, o público poderá conferir inúmeras atrações. As apresentações serão no canal do YouTube da companhia Cuca de Teatro (youtube.com/CiaCucadeTeatro).

Em cena, grupos e companhias de diversas partes do País – Ceará, Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia-, trazendo linguagens como clown, contação de histórias, música, teatro, circo, teatro de bonecos, entre outros, conduzindo os pequenos ao universo da tradição popular, poesia, ludicidade, humor e reflexão.

Além dos espetáculos, serão ministradas oficinas de mágica, dublagem, palhaçaria, música e mamulengo. Para o público adulto, o festival preparou bate-papos, debates com os críticos Leidson Ferraz (PE) e Dib Carneiro Neto (SP), rodas de conversa nas mais diversas temáticas como produção teatral nas periferias, técnicas de manipulação, confecção de bonecos, composição de personagem, além de abordar a afirmação de identidades, representatividade negra, cultura afro-brasileira, coletividade, desafios e aprendizados no cenário cultural.

Cartaz do Festival Nacional de Teatro infantil de Feira de Santana (foto Fenatifs)

Cartaz do Festival Nacional de Teatro infantil de Feira de Santana (foto Fenatifs)

Confira a programação:

Espetáculos:

TERÇA (15)

16h – Tiziu, o Palhaço Griô – Núcleo Circo Único (BA);

19h – A Sabiá e o Menino – Cia. Cuca de Teatro com Neide Kocca e João Jesus (BA).

QUARTA (16)

9h30 – O Palhaço Quer Ir ao Céu – Grupo Eureka (BA);

11h – Troca-se Histórias por Brincadeiras em tempo de pandemia – Arretado Produções Artísticas (PB);

19h – Processo Medusa – Cia Biruta de Teatro (PE).

QUINTA (17)

11h – A Gazeta do Palhaço – Grupo Revolução Teatral (BA);

16h – Show Avoar – Minha Companhia Coletivo Artístico (MG);

19h – A Flauta de Pã – Cia. Cuca de Teatro (BA);

21h30 – Memórias do Drama – Grupo Base de Teatro (CE).

SEXTA (18)

11h – A Sabiá e o Menino – Cia. Cuca de Teatro com Neide Kocca e João Jesus (BA);

16h – O Maior e Menor Espetáculo da Terra – Centro Teatral e Etc e Tal (RJ);

19h – Áfricas – Bando de Teatro Olodum (BA);

21h30 – A Gazeta do Palhaço – Grupo Revolução Teatral (BA).

SÁBADO (19)

9h – Oficina Princípios do Mamulengo – Turma do Birininha (AL);

11h – A saga de João Caixote – Grupo Teatro de Bonecos Vira Toco (BA);

16h – Circus A Nova Tournée – Cia Circo de Bonecos (SP);

19h – Memórias do Drama – Grupo Base de Teatro (CE).

Atividades Formativas:

TERÇA (15)

20h – Mesa Entre o artesanal e o digital: o teatro, as infâncias e a Pandemia, com representantes do CBTIJ – Centro Brasileiro de Teatro para a Infância e Juventude.

QUARTA (16)

14h – Oficina Palhaçaria e Musicalidade – Minha Companhia Coletivo Artístico (MG). A oficina continua no dia 17/12;

20h – Roda de Conversa O teatro de jovens – as periferias e a produção teatral contemporânea com a Cia Biruta de Teatro (PE)

QUINTA (17)

20h – Bate-papo Perspectiva Afrocentradas com Cooxia Coletivo Teatral (BA) e MovAfro (BA)

SEXTA (18)

14h – Oficina de introdução a Dublagem para Crianças com Geovane Nascimento (BA)

20h – Debate 30 anos do Bando de Teatro Olodum – Bando de Teatro Olodum (BA)

SÁBADO (19)

14h – Oficina Musicarte – Trocas e experiências com objetos sonoros e instrumentos musicais. Convidados: Circo Caramba (SP) e Zé das Congas (BA);

20h – Roda de conversa “Dramas populares: Memória e resistência” com Grupo Base de Teatro (CE). Convidado: Roberval Barreto (BA).

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.