Fernanda Montenegro sai em defesa da classe artística: ‘Não somos corruptos’

Fernanda Montenegro sai em defesa da classe artística: ‘Não somos corruptos’

Adriana Del Re

10 de dezembro de 2018 | 03h18

A atriz fez desabafo durante o Troféu Domingão, neste domingo, 9, após ganhar prêmio na categoria especial, ao lado de Adriana Esteves e Marieta Severo

 

O Domingão do Faustão deste domingo, 9, foi dedicado à 23 edição do Troféu Domingão – Melhores do Ano, em que o público elegeu os destaques da Globo em 2018, incluindo as áreas de dramaturgia, humor, jornalismo e música. No ano que vem, o programa comandado por Fausto Silva completa 30 anos.

Durante a premiação, muitos ganhadores do prêmio usaram o momento dos agradecimentos para falar sobre a situação atual do País, e Fernanda Montenegro, que recebeu o troféu na categoria especial, ao lado de Marieta Severo e Adriana Esteves, saiu em defesa da classe artística, que costuma ser alvo de críticas, sobretudo, por causa do uso da Lei Rouanet.

Fernanda Montenegro entre Adriana Esteves e Marieta Severo. Foto: Reprodução/TV Globo

Seu discurso repercutiu nas redes sociais. “Não somos corruptos”, desabafou Fernandona. “Somos dignos, temos uma profissão extraordinária.” Ela afirmou que quem trabalha com arte pode não ser prioritário, mas tem uma profissão libertária. “Não somos ladrões diante da Lei Rouanet, procurem os verdadeiros buracos corruptos deste país.”

Entre os premiados deste ano, Giovanna Antonelli e Sergio Guizé foram eleitos como melhor atriz e melhor ator de novela, por Segundo Sol e O Outro Lado do Paraíso, respectivamente. Também por Segundo Sol, novela de João Emanuel Carneiro, Letícia Colin e Chay Suede venceram na categoria atriz e ator coadjuvante.

Por suas atuações irretocáveis em Onde Nascem os Fortes, Patricia Pillar e Alexandre Nero ganharam na categoria melhor atriz e melhor ator de série. Apesar de muitos anos de carreira, Luis Lobianco ficou com o prêmio ator revelação e Bella Piero, com o de atriz revelação. Eduardo Sterblitch venceu na categoria Comédia.

Já Sandra Annenberg, ganhadora na categoria jornalismo, emocionou ao contar que estava usando um vestido criado por um jovem autista que faz parte de um projeto beneficiado pelo Criança Esperança.

Tendências: