‘Éramos Seis’ tem final feliz com Lola (Glória Pires) vivendo um novo amor

‘Éramos Seis’ tem final feliz com Lola (Glória Pires) vivendo um novo amor

Foi bom ver as atuações de Glória Pires e Cássio Gabus Mendes, o certo seria citar o elenco inteiro

Eliana Silva de Souza

27 de março de 2020 | 13h15

Com uma história bem conhecida, a nova versão da novela Éramos Seis estreou com a intenção de cativar o público dessa faixa de exibição das 6. Com texto de Angela Chaves, baseado no livro de Maria José Dupré e tendo como base o original de Silvio de Abreu e Rubens Ewald Filho, o folhetim trouxe algumas mudanças que foram bem aceitas. Uma das maiores alterações, certamente, é o destino final de Lola, que agora escolheu viver um novo amor.

Glória Pires e Cássio Gabus Mendes, em Éramos Seis (foto Paulo Belote/ Globo)

Glória Pires e Cássio Gabus Mendes, em Éramos Seis (foto Paulo Belote/ Globo)

Como não se emocionar com a cena, que foi ao ar esta semana, reunindo três ‘Lolas’. A atual interpretada por Glória Pires, a da versão de 1994, por Irene Ravache, e a doce Nicette Bruno, que protagonizou a de 1977 ao lado de Gianfrancesco Guarnieri. E teve ainda a participação de Othon Bastos, que viveu Julio, em 1994.

Fora das telas, nas redes sociais, atores também emocionaram com fotos das despedidas, com colegas, com equipes. Por conta do coronavírus, a novela não pôde continuar seu ritmo de gravações, para preservar equipes e não arriscar a vida dos mais velhos.

Foi bom ver as atuações de Glória Pires, Cássio Gabus Mendes, Simone Spoladore, Virgínia Rosa, Eduardo Sterblitch, Kiko Mascarenhas, Kelzy Ecard, Nicolas Prattes. O certo seria citar todos os atores, pois foram atuações de corpo e alma, sob direção artística de Carlos Araújo.

Algumas cenas que vão ficar na memória:

Ver essa foto no Instagram

Que lindo! Foi um prazer poder fazer parte dessa família! Já estou sentindo falta dessa equipe incrível, de frente e por trás das câmeras! Dona Lola vai deixar muita saudade! #Repost @gshow ・・・ O tempo deixou marcas profundas na família de Lola em #ÉramosSeis. A união de todos nos anos 1920 deu lugar à solidão da matriarca na década de 1930. Quando eles eram seis, eram um só. Hoje, a casa da Avenida Angélica é grande demais para Lola, e ela terá que se despedir de seu lar e partir para uma nova vida no Rio de Janeiro. Na semana que vem, a novela das 6 chegará à última semana, e uma passagem de tempo nos levará até os anos 1940. O que será que a nova década reserva para Lola? Comente aqui o final que você deseja para a matriarca da família Lemos!

Uma publicação compartilhada por Gloria Pires (@gpiresoficial) em



Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.