Com Dwayne Johnson, ‘Jumanji: Bem-Vindo à Selva’ é diversão garantida

Com Dwayne Johnson, ‘Jumanji: Bem-Vindo à Selva’ é diversão garantida

Filme é a atração do Cinema Especial desta quarta, 15, na Globo, após a novela 'Fina Estampa'

Estadão

15 de julho de 2020 | 16h02

Luiz Carlos Merten

Em 1991, a Bela e a Fera estavam dançando no computador e Hollywood iniciou uma nova fase de efeitos digitalizados. Um filme fez história alguns anos depois – Jumanji, de Joe Johnston, de 1995, com Robin Williams. Na época, os efeitos ganharam destaque, com todas aquelas feras que não existiam de verdade. Isso virou o feijão com arroz do cinema industrial.

Cena do filme Jumanji: Bem Vindo à Selva (foto Frank Masi/ Sony Pictures)

Cena do filme Jumanji: Bem Vindo à Selva (foto Frank Masi/ Sony Pictures)

O novo Jumanji: Bem Vindo à Selva, de Jake Kasdan, é a atração do Cinema Especial desta quarta, 15, na Globo, após a novela Fina Estampa. Dwayne Johnson substitui Robin Williams e o elenco inclui Jack Black, Kevin Hart, Karen Gillan. Baseado no livro de Chris Van Allsburg, mostra garotos sugados para dentro do computador e que viram seus alter egos num jogo de vida ou morte.

Claro que os efeitos seguem importantes, e alguém dirá – a razão de ser da produção. Mas a presença de The Rock faz a diferença. Ele é um astro de ação, o que Williams não era. A narrativa é agora formatada para Dwayne Johnson e ele bate e arrebenta. Mas continua sendo uma aventura familiar, na qual ele tem de exercitar, cada vez mais, seus dotes como comediante. E há, nessa história toda, um toque de nostalgia. O tempo passa, tem gente que fica presa no jogo enquanto a vida segue no chamado mundo “real”. É bem divertida.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: