‘BBB 20’ chega ao final com trio de mulheres em edição histórica

‘BBB 20’ chega ao final com trio de mulheres em edição histórica

Adriana Del Re

27 de abril de 2020 | 05h01

Thelma Assis, Rafa Kalimann e Manu Gavassi estão na disputa pelo prêmio de R$ 1,5 milhão; vencedora será conhecida nesta segunda, 27

 

Rafa, Manu e Thelma juntas na final. Foto: Globo

O Big Brother Brasil 20 chega ao final nesta segunda, 27, na Globo, com status de edição histórica. Não apenas pelo fato de o 10.º paredão do programa, com os participantes Felipe Prior, Manu Gavassi e Mari Gonzalez, ter batido recorde mundial com mais de 1,5 bilhão de votos no Gshow – o que valeu à atração o certificado do Guinness World Records, entregue no sábado, 25, ao apresentador Tiago Leifert.

É um conjunto de fatores que confere o título a esta edição, incluindo aí a votação recordista. Um deles é a final formada por três mulheres, com Thelma Assis, Rafa Kalimann e Manu Gavassi, que disputam R$ 1,5 milhão – Babu, único homem que ficou entre os quatro finalistas e era um dos favoritos ao prêmio, foi eliminado no sábado.

Interessante perceber como a final feminina encerra uma narrativa que começou com a união das mulheres (ou, pelo menos, grande parte delas) – e seu consequente protagonismo. Naquele momento, alguns homens da casa articulavam um plano de sedução das participantes que eram comprometidas do lado de fora da casa, tendo como alvo primeiro a influencer Mari Gonzalez. Sabendo das intenções dos brothers, duas participantes, Marcela McGowan e Gizelly Bicalho, escancaram o “teste de fidelidade” para as demais mulheres, e todas elas juntas foram tomar satisfação dos homens, que, depois desse episódio, um a um, foram eliminados.

Aliás, o público foi implacável com discursos questionáveis, atitudes incômodas e má-condutas de alguns participantes da casa, e, quando esses chegaram ao paredão, foram sumariamente eliminados. Seria uma tomada de consciência coletiva? As redes sociais, certamente, auxiliaram nesse processo, com vídeos e diversos textos, inclusive escritos por famosos em seus perfis, sobre o que estava acontecendo lá dentro.

Por falar nisso, talvez nunca na história do BBB uma edição estabeleceu tamanho diálogo entre TV e internet. Algum episódio polêmico ou marcante ia ao ar e as redes imediatamente reagiam: na criação de memes, na viralização de algum vídeo ou na cobrança da expulsão de algum brother/alguma sister, como nos supostos casos de assédio.

A escolha do elenco do programa, incluindo famosos e desconhecidos, foi outro acerto. Com um grupo bem diversificado, temas relevantes, como feminismo e racismo, foram tratados com propriedade por pessoas que tinham lugar de fala para tal. Houve participantes representativos em outras edições, que já discutiam questões raciais, LGBT, entre outros, mas não com a repercussão vista agora.

Vale aqui destacar também a participação do humorista Rafael Portugal no quadro CAT BBB, a Central de Atendimento ao Telespectador do programa, que rendeu momentos hilariantes. A escolha de Portugal para a função foi certeira.

E, claro, não se pode ignorar que o BBB 20 foi exibido num momento adverso, em pleno período de pandemia, o que obriga as pessoas a ficar em casa e, consequentemente, aumenta o engajamento delas com alguns programas e séries. “Colocar o BBB no ar é um dos maiores desafios da TV mundial. E, na reta final, tivemos ainda o desafio de levarmos entretenimento para tanta gente nesse momento difícil por que estamos passando. Nos adaptamos e adotamos todas as medidas necessárias para garantir a segurança da nossa equipe e o dinamismo do programa com mais dias de exibição”, diz o diretor-geral do programa, Rodrigo Dourado. “É bom saber que em um momento como esse, o programa tem a capacidade de unir as pessoas, mesmo que seja através de uma prova, na votação e na torcida por um candidato.”

Por causa do sucesso, o reality ganhou quatro dias a mais, encerrando seu ciclo nesta segunda, 27. Diretor do reality, Boninho já avisou em suas redes: um BBB 21 está sendo preparado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: