Vai-Vai está à procura de um novo carnavalesco

Estadão

07 de março de 2010 | 21h48

“O enredo sobre a vida do maestro João Carlos Martins é de grande responsa. Por isso, não podemos errar.” Assim, o presidente Thobias da Vai-Vai justificou a decisão da escola contratar novamente um carnavalesco para comandar o desfile da Saracura em 2011.

Neste ano, a Vai-Vai resolveu experimentar uma nova fórmula, que já é sucesso em algumas escolas, principalmente as do Rio de Janeiro. Foi formada uma Comissão de Carnaval que desenvolveu todo o enredo sobre os 80 anos das Copas do Mundo. “Deu certo, mas agora precisamos que apenas uma pessoa direcione os trabalhos. Mas a comissão continua auxiliando o novo carnavalesco”, avisou.

O presidente diz que não pretende dissolver a sua comissão, já que os 11 profissionais são criados e formados na Bela Vista. “Todos têm grande identificação com a escola e continuarão ajudando muito a nossa agremiação”, lembrou.

O primeiro nome lembrado pelo dirigente para o desfile da escola no próximo ano foi de Rosa Magalhães, que conquistou alguns campeonatos pela Imperatriz Leopoldinense e ficou conhecida por fazer desfiles técnicos, porém, mornos e sem empolgação para o grade público. Após uma rápida passagem pela União da Ilha, Rosa já assinou com a Vila Isabel para o próximo ano.

Sem Rosas, o segundo nome na manga de Thobias é de Max Lopes, que foi dispensado pela Imperatriz após o carnaval deste ano. “Estamos em contato com agentes dele. Gosto do estilo do Max que tem uma grande história no carnaval”, ressaltou. Até o final do mês, Thobias pretende anunciar o novo carnavalesco da escola.

Tendências: