Camisa Verde aposta na avenida Paulista para voltar a elite

Estadão

31 de maio de 2010 | 17h39

Mesmo há três anos no Grupo de Acesso do carnaval de São Paulo, a Camisa Verde e Branco deu novamente mostras de sua força e tradição no último sábado. Mais de três mil pessoas foram a quadra da escola para a posse do novo presidente Ribamar.

O evento começou com um culto religioso. “É para marcar um novo tempo. Queremos trazer todas as boas energias para cá”, avisou o novo presidente. “Assumi a escola com uma dívida de mais de R$ 1 milhão. Mas a Camisa tem uma força impressionante. Vamos recolocar em seu devido lugar”, avisou Ribamar.

Durante a noite, ele anunciou o enredo que a escola irá levar para avenida para voltar ao grupo de elite do carnaval de São Paulo em 2011. A Camisa irá falar sobre a história da avenida Paulista. “É um tema com a cara de São Paulo”, acredita.

Além da apresentações de grupos de pagode e também da velha guarda, um dos pontos altos da noite foi a presença da bateria da Estação Primeira de Mangueira. Mesmo com um grupo reduzido de ritmistas, a verde e rosa deu um show e levantou o público e todos aqueles que amam o carnaval e o samba de São Paulo.

Registro para elegância da velha-guarda da Camisa Verde Branco, que esteve impecável no grande evento.

Tendências: