Um perfil de Milton Hatoum
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um perfil de Milton Hatoum

Ricardo Lombardi

16 de maio de 2008 | 06h30

Muito bom o perfil publicado na Bravo! do escritor Milton Hatoum, escrito pelo jornalista Armando Antenore. Um trecho: “Escrever significa retirar-se do mundo. É uma tarefa penosa, que exige disciplina máxima e lembra o calvário de um vigia noturno. A rua se abre em frente à guarita, mas o coitado não pode deixar o posto. Com freqüência, nem enxerga direito os que passeiam pela calçada. Todos se transformam em sombras. Todos, menos os dois filhos de Milton. João tem 4 anos; Gabriel, apenas 5 meses. A paternidade tardia não raro desconcerta o romancista. João, por exemplo, gosta de espadas. Em casa, entrega uma para o escritor e segura a outra. ‘Eu sou o homem-cobra. Você é o homem-gavião. Vamos lutar!’ E lutam de verdade. O pau come solto, enquanto a guarita do vigia noturno desaba.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.