"Um apertado tecido de infortúnios lavra a história dos homens"
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

"Um apertado tecido de infortúnios lavra a história dos homens"

Ricardo Lombardi

18 de fevereiro de 2009 | 06h09

Circular: “Em algum lugar li que um apertado tecido de infortúnios lavra a história dos homens, desde a primeira aurora, mas a mim me agrada supor que houve períodos tranqüilos e que por um inapelável golpe de azar me cabe viver o momento, confuso e épico, da culminação. Dirão, talvez, que esse é o clamor, nada filosófico, de um sujeito obscuro e irrelevante; eu replicaria que, justamente porque sou um sujeito obscuro e irrelevante, é curioso, e até significativo, que possa testemunhar sobre mais de um fato tremendo. Sirva de prova: vi, com meus próprios olhos, o fim, a queda, a aniquilação de uma grande dama. (Adolfo Bioy Casares (foto), “A serva alheia”)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.