As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Os mordomos do Maracanã

Ricardo Lombardi

19 de dezembro de 2013 | 07h03

lordes

Sugestão de leitura: o texto “Mordomos do Maracanã“, sobre os vigilantes que ficam de costas para o campo, publicado pela revista Piauí. Um trecho:

“No novo Maracanã, os espectadores das primeiras filas ficam a poucos metros do campo. No setor onde Lucas trabalha, um torcedor que esticasse o braço alcançaria o banco de reservas – desde que, claro, ele não estivesse lá para coibir, do alto de seus 2,02 metros.

A função dos vigilantes no gramado é intimidar possíveis invasores, como o que adentrou o campo na final da Copa das Confederações entre Brasil e Espanha. O torcedor pulou a mureta e as placas de publicidade e abraçou os jogadores enquanto a Seleção comemorava o título. Perseguido e imobilizado, foi retirado rapidamente, sem truculência, sob vaias da torcida.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: