As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O retorno de Confúcio à China

Ricardo Lombardi

25 de julho de 2007 | 09h25

Um dos sábios mais influentes da história, Confúcio volta a influenciar os chineses depois de muito tempo. A correspondente do Washington Post fez uma reportagem sobre o assunto, mostrando que a situação da China contemporânea é um facilitador para a atual popularidade do confucionismo: “With the fast economic growth, many people have become selfish and have no morality,” said Ren Xiaolin, founder of the Zhengzhou Young Pioneers school, which Guan’s son attends. “This has created a need for Confucianism. . . . The change is overwhelming and many Chinese can’t get used to it. It’s created a clash of values.” Pauta interessante e uma boa oportunidade para relembrar alguns pontos fundamentais da filosofia do pensador. Num mundo como o de hoje, sempre dá leitura.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.