O que ensinam alguns livros essenciais para a formação de um bom jornalista
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O que ensinam alguns livros essenciais para a formação de um bom jornalista

Ricardo Lombardi

13 de abril de 2009 | 06h16

O jornalista João Gabriel de Lima, diretor de redação da Bravo, indicou há algum tempo os livros que considera essenciais para a formação de um bom jornalista. Ótimas sugestões de leitura. Reproduzo a lista:

A Arte de Escrever ao Gosto do Público, Marquês de Sade
“Ensina que a melhor das idéias não vale nada se não vier embalada num texto que dê prazer ao leitor. Ou seja, o repórter nunca pode ser sádico com quem o lê.”

A Luta, Norman Mailer
“Ensina a mostrar o que há de épico num simples evento esportivo.”

A Vida de Rossini, Stendhal
“Ensina que jornalismo cultural não é só arte e espetáculo. É também comportamento, drama humano, mexericos sociais.”

As Noites Revolucionárias, Restif de la Bretonne
“Ensina a trazer os eventos políticos para o dia-a-dia das pessoas.”

As Religiões do Rio, João do Rio
“Ensina que a curiosidade que mata gatos é a maior virtude do repórter.”

Aventura de Miguel Littin Clandestino no Chile, Gabriel García Marquez
“Ensina como fazer com que uma reportagem policial tenha o mesmo suspense de um bom romance.”

Cartas Inglesas, Voltaire
“Ensina a falar de outros países sem perder a perspectiva do lugar de origem.”

Chatô-O Rei do Brasil, Fernando Morais
“Mostra como resumir uma situação política valendo-se de um personagem.”

Chega de saudade, Ruy Castro
“Ensina a desmistificar um movimento cultural esmiuçando as biografias de seus personagens.”

Meia-Noite no Jardim do Bem e do Mal, John Berendt
“Ensina a usar o “olhar estrangeiro” – no caso, um ianque entre sulistas – para criar um texto saboroso.”

Nicarágua, Tão Violentamente Doce, Julio Cortázar
“Ensina a ser panfletário sem perder a classe.”

O Turista Aprendiz, Mário de Andrade
“Ensina a ser curioso e procurar coisas interessantes fora dos circuitos das agências.”

O Reino e o Poder – Uma História do The New York Times, Gay Talese
“Ensina como montar uma reportagem extensa. É útil também por falar do melhor jornal do mundo.”

Paris é uma Festa, Ernest Hemingway
“Mostra que quem escreve perfis de escritores tem que aprender a lidar com gente esquisita.”

Uma Viagem Sentimental, Lawrence Sterne
“Ensina a ter sensibilidade para captar modos de vida de lugares diferentes.”

Via Curso Abril de Jornalismo.

Tendências: