As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

“O maior obstáculo do casamento”, segundo Kenneth Tynan

Ricardo Lombardi

20 de agosto de 2011 | 08h15

kenneth.jpg

30 de novembro

“O maior obstáculo do casamento: queremos trepar com um corpo feminino disposto, cooperativo e favorável. E na verdade nos vemos obrigados a trepar com uma sócia contábil, uma parceira de negócios, uma consultora associada em matéria de pedagogia infantil, uma co-eleitora – e é bem possível que, numa dessas muitas capacidades, a mulher discorde energicamente do marido. Ainda assim, ela continua esperando uma trepada adequada. Eis o círculo vicioso do casamento entre autênticos parceiros: quanto mais o marido e a mulher compartilham todas as responsabilidades da vida, mais se vêem envolvidos em disputas em torno de questões não-sexuais, e são menos – como devia ser a condição básica dos amantes – simples pau e boceta. Quanto mais “moderno” o casamento, quanto mais abrangente o entendimento, menos provável será a união sexual. Ninguém sente uma inclinação irresistível de foder com o seu advogado, o seu gerente do banco ou o filósofo sempre disponível da vizinhança – especialmente quando, nessas três encarnações, a mulher tende a discordar das nossas atividades.”

Extraído dos “Diários de Kenneth Tynan“, livro ainda sem edição em português, mas que teve alguns de seus trechos (como o transcrito acima) publicados pela revista Piauí. Na foto, Kenneth Tynan.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: