Nos EUA, vibrador é quase tão comum quanto cafeteira elétrica
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nos EUA, vibrador é quase tão comum quanto cafeteira elétrica

Ricardo Lombardi

29 de junho de 2009 | 07h15

Mais de quatro décadas após a revolução sexual, a palavra “vibrador” ainda tem o poder de causar certo desconforto, diz esta matéria do New York Times. Ainda assim, de acordo com um trabalho acadêmico inédito realizado pela Universidade de Indiana, o aparelhinho é quase tão presente nos lares americanos como uma cafeteira elétrica ou uma torradeira (53% das mulheres e quase metade dos homens pesquisados informaram que usaram um vibrador, de acordo com a pesquisa publicada pelo The Journal of Sexual Medicine. A pesquisa foi encomendada pela empresa Church & Dwight, que fabrica as camisinhas Trojan e uma linha de vibradores). O repórter informa que, ao menos nos EUA, vibradores já são vendidos até no Wal-Mart e em lojas de conveniência.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: