As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

"Não é você, são seus livros."

Ricardo Lombardi

02 de abril de 2008 | 07h40

Ótimo o ensaio de Rachel Donadio publicado no suplemento de livros do New York Times. Grosso modo, diz o seguinte: gostos literários muito diferentes podem prejudicar uma relação amorosa (exemplo: ela lê Julian Barnes e Philip Roth, ele lê Paulo Coelho e “Quem mexeu no meu queijo?” e por aí vai). A autora diz que graças a esse sites de relacionamento, tipo Orkut e MySpace, listar seus livros e autores favoritos é uma parte importante — e muitas vezes arriscada — de auto-propaganda. (Acho que foi o Antonio Prata que percebeu o seguinte: se todo mundo que coloca “Crime e Castigo” na lista de favoritos do Orkut estivesse mesmo falando a verdade, o livro estaria na lista dos mais vendidos). Leia neste link o texto “It’s not you, it’s your books”. (Sugestão da Mariana Sampaio).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.