Monstros ganham uma enciclopédia
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Monstros ganham uma enciclopédia

Ricardo Lombardi

10 de julho de 2008 | 07h11

O jornalista Gonçalo Junior, que no início deste século fazia parte daquele time de ótimos jornalistas que freqüentavam a redação de cultura da Gazeta Mercantil, está lançando este mês a sua “Enciclopédia dos Monstros“, um livrão de 304 páginas sobre “o monstruoso no imaginário popular”, nas palavras do próprio autor. Fiquei contente ao encontrar um trecho sobre meu filme de monstros favorito, “Freaks”, de Todd Browning, de 1932, que segundo Gonçalo é um dos filmes mais malditos da história. “O diretor recorre a algo comum na vida cultural americana na época: os espetáculos de circo com aberrações humanas de todos os tipos, principalmente aquelas mais bizarras, nascidas de deformidades congênitas”, escreve. “Browning selecionou a dedo tipos com deficiências assim – mulher barbada, gêmeos siameses, hidrocéfalo, uma mulher com crânio subdesenvolvido etc. – para viver uma trama policialesca totalmente não convencional e chocante. Acabou proibido por 30 anos”. Para quem não sabe, o filme de Browning pode ser assistido na web, neste link do Google Videos. Não perca. Ilustrando este post, foto de Myrtle Corbin, conhecida comos a mulher de quatro pernas do Texas. Diz a enciclopédia de Gonçalo: “Tinha dois corpos distintos da cintura para baixo. Atuava no Barnum & Bailey’s Circus e morreu em 1927. O mais incrível: casou-se e teve três crianças de um corpo e duas de outro”. Bizarro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: