Livros: qual é a importância do “gosto”?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Livros: qual é a importância do “gosto”?

Para o jornalista Adam Kirsch, o mau gosto não é uma deficiência, mas uma decisão -- a decisão de não explorarmos além dos limites do que nós já sabemos que gostamos

Ricardo Lombardi

24 Setembro 2014 | 13h47

borgesnew.jpg

No site do New York Times, um debate interessente: quando discutimos livros, qual é a importância do “gosto”? O jornal chamou dois jornalistas para o debate: James Parker, editor contribuinte da The Atlantic, e Adam Kirsch, editor sênior da The New Republic. Para Kirsch, o mau gosto não é uma deficiência, mas uma decisão — a decisão de não explorarmos além dos limites do que nós já sabemos que gostamos. Acesse os textos neste link [em inglês]. Para ilustrar o post, uma foto de Jorge Luis Borges.

Mais conteúdo sobre:

literaturaLivros