Francis Bacon: 100 anos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Francis Bacon: 100 anos

Ricardo Lombardi

14 de outubro de 2009 | 06h34

bacon1

Em seu blog, Jonas Lopes lembra que no dia 28 o pintor irlandês Francis Bacon (1909-1992) completaria 100 anos. “Com suas imagens de humanos distorcidos e dissolvidos, bocas escancaradas, como que num eterno berro, e olhos ausentes, elementos tidos como sintomas de dor, desespero, agonia e isolamento do homem contemporâneo, ele representou um retorno à figuração no momento em que o circuito da arte estava voltado às experimentações dos expressionistas abstratos americanos – dos poucos gênios da pintura ainda vivos, dois são seus herdeiros espirituais, Lucian Freud e Frank Auerbach. A melhor maneira de celebrar sua produção é ler Entrevistas com Francis Bacon, do crítico inglês David Sylvester, que a Cosac Naify publicou no Brasil há poucos anos. Mesmo misantrópico, Bacon dá depoimentos esclarecedores. Como ao tentar explicar o quanto sua obra pode ser chamada de realista, desde que se considere que o real é um conceito mutável, ‘que precisa sempre ser reinventado'”, escreve Jonas. O post completo está aqui.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: