Diário de um maqueiro de futebol
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diário de um maqueiro de futebol

Ricardo Lombardi

16 de julho de 2008 | 07h17

Outra boa da Piauí é o diário de Leonardo Brancaccio, carregador de maca da Sociedade Esportiva Palmeiras. “Entre glórias, tragédias e corpos estendidos no chão, Brancaccio, ao lado do fiel escudeiro Márcio Aversani, já viu praticamente de tudo dentro das quatro linhas do estádio do time, o Palestra Itália. Ele se considera um privilegiado por ver os jogos do Palmeiras de perto e poder participar das partidas, além de conviver com jogadores, técnicos, cartolas e funcionários do clube. Como maqueiro, ele é proibido de torcer durante os jogos, uma regra que ele segue (quase) à risca”, escreveu o editor.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: