"Ausência de Malícia", Pollack e o jornalismo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

"Ausência de Malícia", Pollack e o jornalismo

Ricardo Lombardi

29 de maio de 2008 | 07h14

Nas merecidas homenagens dos jornais ao diretor Sidney Pollack, que morreu esta semana, um filme foi esquecido: “Ausência de Malícia“, de 1981, que certamente merece ser visto ou revisto. O filme é particularmente interessante para quem gosta de jornalismo e acompanha sempre o noticiário. A sinopse é mais ou menos esta: “um executivo honesto, mas membro de uma família de mafiosos, vê sua reputação ser colocada em xeque por um jornal, que publica uma reportagem acusando-o de um crime. Ajudado pela jornalista que escreveu o texto, ele começa uma investigação para descobrir a verdade”. A discussão que o filme coloca é bem atual: a manipulação dos jornalistas – mesmo os mais sérios – pelas suas fontes de informação. No elenco, Paul Newman e Sally Field. Neste link, a crítica publicada pelo New York Times em novembro de 1981 (é grátis, mas pede cadastro). Aqui, um trecho do filme. Aqui, o trailer.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.