As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

As capas clássicas da "Esquire" no Moma

Ricardo Lombardi

22 de abril de 2008 | 06h34

O Museu de Arte Moderna de Nova York inaugura, no dia 25, uma exposição de capas da revista Esquire que foram desenhadas/criadas por George Lois. Durante uma década, de 1962 a 1972, Lois “mudou a cara do design de revistas com suas 92 capas”, diz o texto do Moma. “Lois exploited the communicative power of the mass-circulated front page to stimulate and provoke the public into debate, pressing Americans to confront controversial issues like racism, feminism, and the Vietnam War. Viewed as a collection, the covers serve as a visual timeline and a window onto the turbulent events of the 1960s.” Aproveito o tema para sugerir uma matéria do meu baú. Saiu no começo do ano passado, na Vanity Fair: “The Esquire Decade“, escrita por Frank DiGiacomo. “With the editorial genius of Harold Hayes and the visual punch of George Lois’s covers, Esquire nailed the 60s. Hearing from New Journalism stars such as Tom Wolfe and Gay Talese, Frank DiGiacomo relives the second coming of the American magazine.” Se você perdeu, vale a pena. Aqui, uma coleção de capas de George Lois.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.