Arthur Schnitzler e o mundo feminino
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Arthur Schnitzler e o mundo feminino

Ricardo Lombardi

26 de setembro de 2008 | 07h10

Uma boa indicação de livro que eu achei na mais recente edição da Revista Semana. Segue o texto:

“O austríaco Arthur Schnitzler (1862-1931), autor deste Crônica de uma Vida de Mulher, conviveu com figuras notáveis da cultura européia, como Sigmund Freud e o pintor Gustave Klimt. Freud o considerava irmão na literatura. O cineasta Stanley Kubrick inspirou-se num livro de Schnitzler em seu último filme, De Olhos Bem Fechados.

‘Até então sem edição brasileira, o romance de 1928 acompanha a trajetória de Therese, jovem que cresce em uma família decadente’, informa o caderno Mais!, da Folha de S.Paulo. ‘Seus temas principais – amor, sexo e morte – nasceram de seus estudos psicológicos e também de seu próprio apetite sexual’, diz a Slate. Schnitzler foi várias vezes acusado de escrever pornografia.

Crônica de uma Vida de Mulher, de Arthur Schnitzler, Record, 400 págs., R$ 52″

Tendências: