Arma de choque, versão feminina
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Arma de choque, versão feminina

Ricardo Lombardi

19 de maio de 2008 | 06h18

O espírito do tempo: na seção da revista do New York Times que sempre foca num produto, geralmente em algo pouco usual, um texto sobre a Taser C2 Personal Protector, uma versão mais amigável (ao menos para que usa) daquela arma que dá choques. O autor diz que o novo modelo, disponível em cor de rosa ou em “pele de leopardo” (foto), visa alcançar um maior mercado consumidor. Bem contemporâneo. Esperemos que a moda não pegue.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.