A guerra solitária do "New York Times"
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A guerra solitária do "New York Times"

Ricardo Lombardi

12 de novembro de 2008 | 06h11

Para quem gosta de histórias sobre jornalismo: a nova edição da Vanity Fair publicou uma interessante reportagem sobre a sucursal do New York Times em Bagdá. O repórter lembra que, em 2003, mesmo os jornais pequenos enviaram repórteres para cobrir a guerra. “Hoje, o New York Times é uma das poucas empresas de comunicação dos Estados Unidos que não cortaram significativamente sua presença no Iraque, gastando mais de 3 milhões de dólares por ano para manter uma fortemente segura sucursal em Bagdá.” O autor do texto entrevistou os jornalistas John F. Burns, Dexter Filkins (foto), Alissa J. Rubin e outros correspondentes do jornal e mostra como é o dia-a-dia desse difícil trabalho.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.