"A encantadora, mística era da Condé Nast meio que acabou"
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

"A encantadora, mística era da Condé Nast meio que acabou"

Ricardo Lombardi

13 de agosto de 2009 | 07h03

Ainda sobre revistas: o New York Observer fez uma matéria sobre a poderosa editora Condé Nast (que edita a Vogue e a New Yorker, entre outras). “A encantadora, mística era da Condé Nast meio que acabou”. Daqui a dois meses a consultora McKinsey deverá entregar um relatório com recomendações (cortes?) para ajudar a editora a se recuperar financeiramente. Na charge acima, que acompanha o texto, a chefe da Vogue e os chefes da Vanity Fair e da New Yorker limpam o chão do hall do prédio observados pelo chefão geral, Si Newhouse. (Texto em inglês).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.