A década do "Grande Lebowski"
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A década do "Grande Lebowski"

Ricardo Lombardi

28 de agosto de 2008 | 08h03

Uma década depois de ter sido lançado, com um resultado fraco nas bilheterias, o filme “O Grande Lebowski“, dos irmãos Coen, continua vivo como um clássico “cult”, inspirando teses acadêmicas, festivais anuais e histórias em quadrinhos. Para descobrir o porquê disso, e aproveitando a efeméride, a revista Rolling Stone americana foi atrás do elenco e de alguns fãs mais obcecados para preparar uma reportagem sobre o assunto. Um dos achados: Lebowski é mais do que um filme, é um movimento. E o “Dude”, interpretado por Jeff Bridges, representa um modo de vida Zen desejado por muitos de nós. Neste link, a matéria da revista. (Como extras no site, uma entrevista com Steve Buscemi e um texto sobre a trilha-sonora, com links de áudio, entre outras coisas). Neste outro aqui, um vídeo que eu já sugeri: a versão reduzida do filme mostrando quantas vezes a palavra “fuck” aparece (ou “The Fucking Short Version”).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: