Urso de Ouro vai para filme romeno
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Urso de Ouro vai para filme romeno

Eliana Souza

16 Fevereiro 2013 | 17h48

Johannes Eisele/AFP

Calin Peter Netzer recebe o Urso de Ouro de Melhor Filme, por Child’s Pose

Luiz Carlos Merten
BERLIM

E o romeno Calin Peter Netzer repetiu o prêmio da crítica e ganhou agora o Urso de Ouro para o melhor filme de 2013, pelo seu Childs Pose.  Por mais que goste do filme, fiquei um pouco desapontado, porque preferiria que o júri presidido por Wong Kar-wai tivesse atribuído o ouro para o chileno Sebastian Lelio, que teve de se contentar com o prêmio de melhor atriz para Paulina Garcia, por Gloria. Dois pêmios importantes, o especial do júri e o de melhor ator (Nazif Mujic) foram para outro de meus favoritos, An Episode in the Life of and Iron Piker, de Danis Tanovic. Achei meio estapafúrdio o Urso de direcão para David Gordon Green, por Prince Avalanche, e o Alfred Bauer Preiss, que o júri atribui a um filme particularmente ousado, em termos de linguagem, para o canadense Denis Cote, de Vic + Flo On Vu Un Ours. Os melhotres discursos da noite foram os de Tanovic, dizendo que gostaria de voltar a Berlim com um filme mais leve – An Episode baseia-se numa história real, sobre o esforco de um marido para salvar a vida da mulher que necessita de atendimento médico -, e o da produtora de Childs Pose. O que ela disse vale para o cinema brasileiro, e não apenas. É preciso estar atento para a censura, mas não apenas a política. Há uma censura do mercado que está cerceando o cinema de arte em todo o mundo. Não há como não levar em conta seu protesto.

Lista dos vencedores:

Urso de Ouro de Melhor Filme –  Pozitia Copilului  (Child’s Pose), de Calin Peter Netzer  (Romênia)

Urso de Prata de Melhor Filme do Júri – An Episode in the Life of an Iron Picker, de Danis Tanoivc (Bósnia)

Urso de Prata Especial – Vic+Flo Saw a Bear, de Denis Côté (Canadá)

Melhor Diretor – David Gordon Green, por Prince Avalanche (EUA)

Melhor Ator – Nazif Muji?, por An Episode in the Life of an Iron Picker, de Danis Tanovic (Bósnia)

Melhor Atriz – Paulina García, por “Gloria”, de Sebastian Leli (Chile)

Melhor Roteiro – Kamboziya Partovi, por Closed Curtain, de Jafar Panahi (Irã)

Prêmio de Contribuição Artística – Harmony Lessons, do Casaquistão (Alemanha e França)

Menção Especial – Promised Land, de Gus Van San (EUA)

Menção Especial 2 – Layla Fourie (Alemanha, África do Sul, França e Holanda)