Slipknot leva circo de horrores ao Rock in Rio
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Slipknot leva circo de horrores ao Rock in Rio

Ana Clara Jabur

26 de setembro de 2011 | 01h00

Felipe Branco Cruz

Rigorosamente dentro do horário, Slipknot iniciou sua apresentação na noite do metal do Rock in Rio com a tradicional e assustadora introdução para a música Eyeless. Foi a deixa para o público seguir o conselho do vocalista #8, o “Mastermind”. “Estão prontos para perder a cabeça comigo hoje?”, berrou. “Depois de seis longos anos. Estamos de volta ao Rio de Janeiro. Vocês sentiram falta do Slipknot?”.

A banda trouxe por completo o seu assustador circo de horrores, com direito a pirotecnia e efeitos especiais. Para não deixar o público esfriar, o grupo emendou um de seus maiores  sucessos, Wait and Bleed. O Slipknot estava bem entrosado e parece ter superado bem a traumática morte do baixista Paul Gray. O músico foi encontrado morto em maio de 2010, num quarto de hotel, por overdose de morfina.

A apresentação é parte da turnê The Memorial Tour, em homenagem ao baixista morto. No show ele foi substituído pelo músico Donnie Steele. Num dos pontos altos do show, o percussionista Mr. Picklenose desceu do palco e caminhou pela plateia. O encerramento do circo de horrores foi apoteótico, com o baterista sentado numa espécie de globo da morte tocando bateria de cabeça para baixo.

Confira o set-list:

Intro
Eyeless
Wait and Bleed
The Blister Exists
Liberate
Before I Forget
Pulse of The Maggots
Left Behind
Disasterpiece
Pshychosocial
The Heretic Anthem
Duality
Only One
Spit It Out
People = Shit
Surfacing

Tudo o que sabemos sobre:

RIR 3

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: