Responsável por envelope tuitava no final da cerimônia do Oscar
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Responsável por envelope tuitava no final da cerimônia do Oscar

Ubiratan Brasil

28 Fevereiro 2017 | 14h29

Brian Cullinan, um dos sócios da PricewaterhouseCoopers, empresa de auditoria responsável por contabilizar os votos dos 6.600 membros da Academia de Hollywood, tuitava no momento em que Faye Dunaway e Warren Beatty se preparavam para entrar no palco do Dolby Theatre e anunciar o prêmio de melhor filme do ano. A distração, segundo apuração do Wall Street Journal, pode ter provocado a entrega do envelope errado por Beatty: ao invés de melhor produção do ano, o que o ator abriu trazia informava sobre a categoria anterior, de melhor atriz, ganho por Emma Stone.

89th Academy Awards - Oscars Awards Show - Hollywood, California, U.S. - 26/02/17 - Martha Ruiz (L) and Brian Cullinan (R) of PricewaterhouseCoopers confer on stage after the Best Picture was mistakenly awarded to

Responsáveis. Martha Ruiz e Brian Cullinan, da PricewaterhouseCoopers, no palco do Dobly Theatre, quando a confusão pela troca do envelope já havia se instalado. Foto Lucy Nicholson/Reuters

Segundo o WSJ, Cullinan postou inúmeras imagens na sua conta do Twitter durante a cerimônia e, naquele momento da festa, já no final, publicou uma foto de Emma e escreveu:”Emma Stone, a melhor atriz, nos bastidores!”. Ao cuidar da imagem – que logo foi apagada por Cullinan, mas uma cópia foi salva pelo Google -, o responsável pela auditoria teria se distraído e passado o envelope errado para Beatty. É preciso lembrar que, durante a cerimônia, dois agentes da PwC se posicionam nos bastidores, cada um em uma entrada lateral do palco. Ambos dispõem de todos os envelopes, pois os atores que anunciam os vencedores tanto podem entrar de um lado como de outro. Leonardo DiCaprio, que anunciou a vitória de Emma Stone, entrou pelo lado onde estava Martha Ruiz, que lhe entregou o envelope correspondente.

Assim, Cullinan deveria ter guardado o envelope da categoria de atriz e providenciado o de melhor filme. Além dessa falha, Cullinan e Martha não tomaram as medidas necessárias em tempo hábil. “Uma vez ocorrido o erro, os protocolos para corrigi-lo não foram seguidos com a rapidez necessária pelo senhor Cullinan ou seu parceiro”, diz um comunicado divulgado pela PcW. Com isso, instalou-se a surpresa já conhecida: La La Land foi anunciado como melhor filme quando, na verdade, o prêmio era para Moonlight.