Reprodução de obra de Caravaggio é retirada do ar pelo Facebook por conter nudez
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Reprodução de obra de Caravaggio é retirada do ar pelo Facebook por conter nudez

O Estado de São Paulo

02 de novembro de 2016 | 17h41

Promotor de arte Hamilton Moura Filho Desivel teve a conta da rede social bloqueada por algumas horas

'Amor Vincit Omnia', obra de Caravaggio datada de 1602.

‘Amor Vincit Omnia’, obra de Caravaggio datada de 1602.

Na segunda-feira, 31, o promotor de arte Hamilton Moura Filho Desivel teve a sua conta no Facebook bloqueada por algumas horas por publicar uma reprodução da tela Amor Vincit Omnia, obra de Caravaggio datada de 1602.

De acordo com o comunicado divulgado pela assessoria de imprensa de Desivel, o Facebook considerou a imagem uma violação à política de controle em relação à nudez estabelecida pela rede social.

A tela de Caravaggio mostra um cupido, nu, cercado por instrumentos musicais (violino e alaúde), armaduras, bússolas, caneta, um manuscrito.

“O meu Facebook é um lugar no qual partilhamos arte e cultura. A arte é o remédio contra a ignorância”, escreveu Desivel na rede social, após voltar a ter acesso ao Facebook. O caso teve repercussão internacional.

Ao jornal italiano La Reppublica, também de acordo com o comunicado, o promotor de arte promete tomar medidas legais contra a rede social. “Trata-se de um quadro muito importante para a história da arte e eu gostaria de prosseguir com as vias legais para protestar contra este episódio de censura”, disse Desivel. “Como fez anos atrás, o professor parisiense Frederic Durand-Baissas, quando publicou a famosa pintura, ‘L’Origine du Monde, de Gustave Courbet, ainda que o post também tenha sido removido por violar a política do Facebook em relação à nudez.”

(Reprodução)

(Reprodução)

Tudo o que sabemos sobre:

Facebookredes sociaiscaravaggio

Tendências: