As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Racionais MCs sobe ao palco com política e rimas

Ana Clara Jabur

08 de abril de 2012 | 23h11


1 - Racionais_1.jpg

Jotabê Medeiros – O Estado de S.Paulo

Debaixo de uma associação de imagens que foi de Malcolm X e os Panteras Negras (no telão) até os Titãs (homenageados por Mano Brown com os versos de Polícia), os Racionais MCs ancoraram seu circo de política & rimas no encerramento do Lollapalooza Festival. Ignoraram a chuva fina e um início de rebelião do público, que vaiou o atraso do show (quase uma hora), e fez um show de impacto e vigor, como é de hábito.

O púlico era mais aburguesado do que de costume, mas era também iniciado em Racionais, cantando com facilidade seus hits, como Por Amor Por Dinheiro e Negro Drama. Um garoto na frente do palco sacudia uma camisa do Santos FC, time de Mano Brown. O escritor Marçal Aquino estava na plateia conferindo.

O som dos Racionais já assume o soul, com um vocalista de voz macia ao estilo Marvin Gaye, mas ainda não admite nenhuma feminilidade no palco. Só sobe homem, só se fala grosso. Mas, das atrações nacionais, foi a única que mostrou som, potência e legitimidade no mesmo nível dos gringos.

[galeria id=2612]

Saiba mais sobre o festival em nosso especial do Lollapalooza 2012

Tudo o que sabemos sobre:

LollapaloozaRacionais MCs

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.