Primeira noite tem mais de 200 casos de furto
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Primeira noite tem mais de 200 casos de furto

Radar Cultural

24 de setembro de 2011 | 02h46

Roberta Pennafort

Mais de 200 casos de furto foram registrados no primeiro dia de Rock in Rio, segundo funcionários da empresa Proseguro. Criminosos aproveitam momentos de distração durante os shows ou aglomeramentos para agir.



O advogado Felipe Monnerat de 28 anos contou que seu celular sumiu quando ele tentava chegar a Rock Street, em um local onde há um afunilamento que provoca lentidão e concentração de pessoas. “Aqui praticamente não tem segurança, não vê nigu[em. Vou voltar porque já comprei ingresso para o dia 30, mas minha noite foi arruinada”, finalizou.

O comerciante Jomar dos Santos, 47 anos, teve a carteira levada. “Já vi mais de cinquenta casos relatados aqui”, contou, enquanto aguardava no estande da Prosegur. “O pior é que não consegui cancelar os cartões porque o celular não funciona”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:

RIR 1ROCK IN RIO

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.